terça-feira, 19 de outubro de 2010

Decorando seu Jardim com Criatividade!

É impressionante a criatividade de quem é apaixonado pela natureza. De uma inspiração divina surgem de objetos antigos e inutilizados, uma belíssima peça decorativa para seu jardim! Visitando varios sites e blogs fiquei maravilhada com tamanha competência na arte de dedorar.

Para dar vida e personalidade ao jardim de sua casa, a idéia é a reciclagem de objetos que você não usa mais. Tenha certeza de que a segunda vida para ele pode ser muito mais proveitosa que a primeira. 

Em minhas buscas encontrei ótimas idéias para trasformar qualquer objeto em vasos ou floreiras. E o resultado foi maravilhoso! Quando reciclamos para decorar quem ganha somos nós mesmos, por poder apreciar um jardim maravilhoso e bem decorado, o seu jardim ganha vida e beleza.










Reciclar é um prato cheio para que gosta de decorar!


"Avisto pela janela,um jardim muito belo e nele,adimiro uma flor,o desabrochar de suas petá-las liberaram um véu,inundando o meu mundo de beleza e amor. "
Gabriel Teixeira Vilela Santos



Fonte de imagens:

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Jardim Aromático - Parte 5

Galeria de Fotos de Jardins Domésticos

Reservei para esta postagem a melhor parte, uma galeria de fotos inspiradoras, que com certeza vão fazer a diferença na hora de planejar o seu Jardim Aromático. E provar que mesmo em uma cidade grande coberta de poluição um simples gesto de cultivar um jardim ou horta doméstica pode trazer mais vida, mais cor pra este nosso mundinho.



Arquivo/Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim


Graziella Widman / Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim


Marco Antônio/Casa e Jardim


Fotos Marco Antônio/Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim


Marcelo Magnani / Casa e Jardim


Evelyn Müller / Casa e Jardim


Arquivo/Casa e Jardim

Tenho certeza de que não vão faltar opções!

Todas as imagens são da Revista Casa e Jardim, e podem ser encontradas no site: http://revistacasaejardim.globo.com

terça-feira, 29 de junho de 2010

Jardim Aromático - Parte 4

Ferramentas para jardim


Fonte de imagem: http://bit.ly/cLZ6oq

Em artigos anteriores mostramos os beneficios, tipos de ervas e suas funções, e cuidados que devemos ter quando se tem um intuito de criar um belíssimo e agradável Jardim Aromático. Pois bem, não podemos esquecer que para tudo isso funcionar direitinho também é nescessário adquirir algumas ferramentas para jardim indispensáveis. Para nós que amamos o que fazemos nada mais agradável que organizar um cantinho especial com esses kits de ferramentas, que além de úteis são um charme.

Sugestão de Ferramentas para Jardinagem:

KIT JARDINAGEM BRUDDEN



Bolsa com equipamentos para jardinagem.
Para uso geral, desde uma floreira até uma pequena horta!

Componentes:

Bolsa;
Par de luvas;
Pulverizador;
Banquinho;
Pazinha larga;
Pazinha transplantadora;
Garfo;
Cultivador 3 pontas;
Extrator de ervas daninhas;
Esteira acolchoada para joelhos.

Este Kit de Jardinagem pose ser encontrado no site: http://www.brudden.com.br



Fonte de imagem: http://bit.ly/dgiS1q
Por karenwithak


Para as mais estilosas: Regador rosa e Bota floral, um charme!!!

Devemos cuidar destas ferramentas com a mesma dedicação que cuidamos de nossas plantinhas. Manter as ferramentas sempre limpas, além de manter a higiene conserva as peças e aumenta sua vida útil. Também é fundamental que estas ferramentas estajam dispostas em lugar acessível, para que possam ser utilizadas assim que necessário. Sempre que passarmos pelo jardim e avistarmos um folha seca, ou constatarmos que há algo para reparar, se a ferramenta a ser utilizada estiver próxima facilitará a operação.

Para inspiração:


Armário para organizar suas ferramentas.
Fonte: http://www.lubrasil.net

Resumindo: dedicação, atenção e carinho, são os cuidados nescessários para se ter um jardim encantador.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Jardim Aromático - Parte 3

Plantio e Cultivo


http://mdemulher.abril.com.br/imagem/casa/interna-slideshow/casa-monte-sua-horta-maos-terra.jpg

Solo: Como regra geral, as ervas aromáticos necessitam de um solo solto e poroso, ou seja, prosperam mais em terra seca e aberta do que em terra pesada e húmida. Para assegurar estas condições de crescimento, escolha uma zona do jardim que receba muito sol. De preferência perto da cozinha, onde se pode aproveitar todos os ingredientes frescos que tem à disposição.Tanto no jardim como em vasos, o solo ideal para o plantio de ervas aromáticas deve ser leve, fofo, poroso, bem drenado e arejado, para favorecer a circulação do ar e da água, essenciais para o bom desenvolvimento das plantas. A adição de areia e matéria orgânica à terra comum do jardim, torna-se essencial para garantir essas condições. Dica importante: Antes de encher o vaso ou jardineira com esta mistura, coloque no fundo uma camada de cascalho para garantir a drenagem. A facilidade com que crescem a maioria das ervas aromáticas permite que elas possam ser igualmente plantadas em vasos ou floreiras.



http://www.ipandorinhas.com.br/mural/public/img-1221571537.jpg

Plantio: Algumas ervas podem ser semeadas diretamente no local definitivo, outras devem ser semeadas em sementeiras, para a formação de mudas que serão transplantadas posteriormente. Seja em jardim ou vaso, não há nada mais simples do que semear ervas aromáticas: basta espalhar as sementes no solo arenoso e verificar, poucas semanas depois, o florescimento das plantas.


http://www.rainhasdolar.com/media/1/jardim.jpg

Cuidados: Existem algumas espécies que requerem cuidados específicos ou que se cultivam melhor quando plantadas em conjunto com outras ervas, por isso, informe-se na hora da compra. Casos especiais à parte, depois da sua plantação, um jardim aromático necessita apenas de ser regado periodicamente, especialmente quando o tempo se apresentar mais quente e seco. Lembrando sempre que a adubação orgânica é a mais indicada para este tipo de cultivo. Manter as plantas livres de folhas ou galhos secos, eliminar ervas daninhas ou concorrentes e afofar a terra periodicamente são tratos culturais simples, mas necessários para o sucesso no cultivo de ervas aromáticas. Para assegurar um jardim aromático que floresce todo o ano, saiba que existem muitas ervas que suportam baixas teperaturas, enquanto outras necessitam apenas de serem envasadas e colocadas no interior para continuarem a dar os seus frutos.



Fonte:

http://omeujardim.com/
http://www.astral.oxigenio.com/
http://www.jardimdeflores.com.br/

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Jardim Aromático - Parte 2

Plantas para um Jardim Aromático

No artigo anterior mostramos os benefícios que um jardim aromático pode proporcionar. Para complementar, neste artigo vamos falar sobre as plantas sugeridas para esse jardim. Saiba um pouco mais sobre a origem e funcionalidade de cada erva aromática sugerida:

Alecrim...

É originária da região do mediterrâneo e o nome de seu gênero botânico (Rosmarinus) significa “orvalho que vem do mar”. Foi muito utilizada para purificar e esterilizar ambientes de hospitais, queimando suas folhas em defumadores. O alecrim é um arbusto de pequeno porte, que pode atingir de 1 a 2 metros de altura, dependendo de como é cultivado. As folhas são pequenas, de cor verde escura e coriáceas, ou seja, duras e resistentes. Tem um forte odor canforáceo. E as sua folhas são usadas como incenso para perfumar a casa.

Alfazema...

A lavanda é facilmente identificada pelo seu aroma fresco e limpo, extremamente agradável. É originária das regiões montanhosas dos países mediterrâneos. Era muito conhecida pelos gregos e romanos, que utilizavam esta erva em seus banhos. O nome do seu gênero (Lavandula) é originado do latim “Lavare”, que significa lavar. Muito utilizada em banhos de purificação e como perfume. Pelo seu poder anti-séptico, foi amplamente utilizada na Europa durante a primeira e segunda guerra mundial para limpar ferimentos de soldados. A lavanda é um arbusto de pequeno porte, que mede entre 20 e 60 cm de altura. As folhas são estreitas e alongadas e suas flores são de cor azul ou violeta.

Arnica...

É uma planta herbácea, de caule pouco ramificado, que pode medir entre 20 e 70 cm de altura. Suas raízes são escuras e fibrosas, com folhas ovais que podem chegar a 7 cm de comprimento. Suas flores são amarelas ou alaranjadas, com aspecto semelhante ao da margarida. As partes da planta utilizadas para fins medicinais são as folhas e flores. Entretanto deve ser usada com restrição, pois é uma planta que, além do seu poder medicinal, produz várias substâncias tóxicas. A utilização em jardins aromáticos é interessante pelo suave perfume exalado das suas folhas.


Arruda...

Planta originária do Sul da Europa. É bastante conhecida como de erva purificadora, que limpa ambientes, atrai bons fluidos e afasta maus-olhados. A arruda é um arbusto que pode chegar a 1,5 m de altura. Desenvolve-se com facilidade em qualquer clima. Tem muitos ramos e suas folhas são ovais e pequenas, de cor verde-acinzentada. As flores têm pétalas amarelo-esverdeadas. Seus ramos frescos afastam insetos, pulgas e ratos, podendo ser utilizada como repelente. As partes utilizadas são principalmente a folhas, mas a planta toda pode ser utilizada. Pode ser colhida o ano todo. (não utilizar na gravidez)


Artemísia...

Planta originária da Europa, Ásia e norte da África. Adaptou-se muito bem no mundo todo. No Brasil é também conhecida por erva-de-são-joão. É muito usada como planta ornamental em jardins. Além de bonita, é uma planta muito perfumada devido ao óleo volátil produzido pelas raízes e folhas. Suas flores são brancas com folhas recortadas e esbranquiçadas na face inferior. Pode crescer rasteira, com 15 cm de altura ou atingir até um metro. Seu caule pode ser bem ramificado, com tem tom violáceo. Floresce no verão.


Boldo...

Esta espécie de boldo é muito comum no Brasil e é conhecida também por falso-boldo, pois é diferente do boldo-do-chile (Pneumus boldus), originário da Cordilheira dos Andes, no Chile. O boldo-do-chile é muito raro no Brasil, pois se desenvolve em altitudes muito elevadas. O boldo comum no Brasil é um arbusto de origem africana, que atinge de 1 a 2 metros de altura e produz flores azuladas. As folhas do boldo são intensamente aromáticas e de sabor picante. Desprendem um perfume semelhante ao da hortelã e da melissa. Tem formato oval e são cobertas de pêlos salientes, desagradáveis ao tato. As partes utilizadas são as folhas para fazer chá.


Calêndula...

A calêndula é uma planta de origem européia, mas é bem adaptada no mundo inteiro, inclusive no Brasil, especialmente nas regiões Sul e Sudeste. As partes utilizadas são as folhas e flores. Suas flores são muito bonitas, de coloração amarelo-alaranjada, muito utilizadas em jardins ornamentais. Caracteriza-se pelo inegável perfume e as folhas são macias e aveludadas. A calêndula pode atingir até 50 cm de altura e apresenta caules ramificados em duas hastes.


Camomila...

Planta de origem européia, cresce principalmente em climas amenos. Muito bem adaptada à região Sul do Brasil, mas também é possível cultivá-la em regiões mais quentes. Conhecida pelas suas pequenas flores brancas, muito bonitas, que lembram pequenas margaridas. Possui folhas delgadas e bem recortadas. É uma planta de pequeno porte, que atinge de 25 a 50 cm de altura. Entretanto sua principal característica é seu aroma intenso e doce, capaz de perfumar grandes ambientes.


Capim-Limão...

Planta originária da índia, foi trazida ao Brasil ainda nos tempos de colônia portuguesa. Muito bem adaptada ao clima tropical e subtropical. Além de planta medicinal e aromática, é muito utilizada para combater a erosão de terrenos. Por isso é plantada na beira de estradas recém abertas e locais em declive, para evitar a queda de barreiras. Muitas vezes esta planta é confundida com a erva-cidreira por causa do seu aroma, entretanto são plantas completamente diferentes. Planta que forma touceiras e pode crescer até 1,5m de altura. As folhas são alongadas, estreitas nas pontas, com até 50 cm de comprimento e áspera nas duas faces. Suas folhas exalam forte aroma de limão, muito agradável.


Erva-Cidreira...

A erva-cidreira, também conhecida como melissa, é uma planta de pequeno porte, medindo de 30 a 40 cm de altura. É nativa do Brasil e pode ser cultivada em praticamente todo o seu território, embora não goste nem de frio nem de calor excessivo. Suas folhas são ásperas, de formato oval e pontiagudo, com as bordas dentadas (em forma de serra). Cuidado para não confundir suas folhas com as do hortelã, pois são parecidas. Suas flores são brancas e pequenas, que exalam um forte cheiro que lembra o limão. Por isso é às vezes confundida com o capim-limão, embora as plantas não sejam nem de longe parecidas.


Erva-Doce...

O anis ou erva-doce é uma planta herbácea originária do Egito, Grécia e Oriente Médio. Existem registros de que esta planta já era cultivada pelos egípcios em 1500 AC, sendo utilizada como alimento, remédio e bebida. Com o tempo foi ficando muito popular, sendo difundida para o mundo todo. Apresenta ciclo de vida anual, ou seja, em um ano ela germina, cresce, floresce, produz sementes e morre, tendo que ser plantada novamente. A altura pode variar entre 30 e 75 cm. Suas flores crescem em buquês, são brancas e pequenas e formam frutos pequenos, em forma de pêra, com forte aroma adocicado. As partes utilizadas são as folhas e as sementes.


Funcho...

Suas folhas são longas e muito finas, com forma acicular, ou seja, em forma de agulha. São bastante flexíveis, mas podem tornar-se duras externamente quando não encontram água suficiente. Suas flores são muito pequenas (2 a 5 mm de diâmetro), de cor amarela. Elas crescem em inflorescências, que são grupos de flores que partem de um único ramo. Cada inflorescência pode conter de 20 a 50 pequenas flores. O funcho é muito confundido com a erva-doce. Porém, suas sementes são secas e maiores que as da erva-doce. Quando cultivado no Brasil, mede em geral 70 cm, mas pode atingir até 1 metro de altura ou mais. Na Europa, devido às diferentes condições climáticas, pode chegar a 2 m de altura. Pode adquirir coloração levemente azulada quando expostas à solos secos e com radiação solar excessiva.As partes utilizadas desta planta são as raízes, folhas e sementes, que são fortemente aromáticas, com cheiro semelhante ao anis.


Hortelã...

Existem várias espécies de hortelã que podem ser cultivadas na sua casa, que apresentam propriedades muito semelhantes, principalmente no que diz respeito ao aroma. As duas espécies mais comuns são as citadas acima. A primeira espécie tem folhas lisas e de um verde mais claro. Já a segunda espécie tem folhas verdes escuras e são crespas. Seu aroma forte e muito característico é resultado da grande concentração de mentol, princípio ativo do seu óleo essencial. As partes utilizadas da planta são as folhas e flores. São plantas herbáceas, de aproximadamente 30 cm de altura, rasteiras, com flores pequenas reunidas em espigas, de cor rosa ou lilás. As folhas são ovais e dentadas e o caule é arroxeado.


Fonte: http://www.astral.oxigenio.com/

terça-feira, 8 de junho de 2010

Jardim Aromático - Parte 1

Um jardim para criar e desfrutar

Fonte de Imagem: www.southernliving.com

Um jardim, além de belo aos olhos também pode ser funcional. Criar um jardim com plantas aromáticas é um bom exemplo disso. Pode ser um grande jardim, plantando as ervas diretamente na terra, ou em um pequeno espaço com alguns vasos. A vantagem da utilização de vasos e floreiras, é que podem ser deslocados conforme a necessidade de luz e umidade da planta ou mesmo de mudanças em sua casa. Não é preciso muito espaço, mas sim dedicação. Um jardim com plantas aromáticas trará um mundo de aromas para a sua casa. Passear entre plantas bonitas e cheirosas, cujos aromas envolvem o seu lar proporcionará bem estar e leveza ao ambiente. Você irá surpreender-se com belas e delicadas plantas, em uma enorme variedade de cores, formas e aromas que este jardim agregará à este espeço, se cultivado com carinho

Fonte de Imagem: www.apartmenttherapy.com


A funcionalidade de se ter um jardim com plantas aromáticas está na condição que a maioria delas tem efeitos medicinais ou podem ser usadas na culinária, no preparo de pratos deliciosos. Então, na hora de plantar um jardim aromático, escolha ervas que você mais aprecia e que utilize habitualmente na cozinha. Quanto mais espaço de jardim tiver, mais espécies pode plantar. Também podem ser utilizadas combinadas com plantas ornamentais comuns, criando efeitos belíssimos. Basta usar criatividade para trasformar este espaço.

Fonte: www.thelittleblackapron.com

Neste artigo etamos incluindo uma pequena lista de plantas aromáticas fáceis de cultivar e que podem ser utilizadas em seu jardim: Alecrim, Alfazema, Arnica, Arruda, Artemísia, Boldo, Calêndula, Camomila, Capim-Limão, Erva-Cidreira, Erva-Doce, Funcho e Hortelã.


Se a sua opção é por plantar estas ervas em vasos e floreiras sugerimos:



Cachepot madeira e bambú importado da Indonésia.

Porta vaso floral retangular em madeira Eucalipto. Esta floreira é indicada para flores e plantas de pequeno porte.


Os produtos podem ser encontrados no site da Milênio Móveis.


Fonte:
http://omeujardim.com/
http://www.astral.oxigenio.com/
http://www.jardimdeflores.com.br/
http://www.mileniomóveis.com.br